segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

A tabela do Pernambucano de 2018, com 34 partidas na TV

Campeonato Pernambucano de 2018: Afogados, América e Belo Jardim; Central, Flamengo, Náutico e Pesqueira; Salgueiro, Santa Cruz, Sport e Vitória
O Campeonato Pernambucano de 2018 terá uma fórmula diferente em relação às últimas quatro edições, com hexagonais. Agora, volta o modelo com turno único, mas com onze times, no início de uma redução gradativa no número de participantes. São onze rodadas na primeira fase, com cada clube folgando uma vez. Avançam os oito melhores colocados, iniciando o mata-mata a partir das quartas final, uma etapa inédita na história da competição.
Em relação à tabela detalhada pela FPF, é possível mensurar datas, horários e a grade de transmissão na televisão. Além das exibições na Globo e no Premiere, atendendo à última temporada do contrato de quatro anos, haverá transmissões via streaming, numa parceria da federação com o site mycujoo, que já vem exibindo jogos de categorias menores da entidade.
Ao todo, 34 partidas estão com algum tipo de transmissão agendada, o que corresponde a 61% dos 55 jogos da primeira fase – considerando apenas o sinal aberto, serão 11. Com o Sport fora do Nordestão, após desistência do próprio clube, a Globo priorizou o rubro-negro na fase classificatória, com nada menos que sete jogos. E as outras três apresentações do leão serão transmitidas via pay-per-view. Ou seja, nenhum jogo via FPF – ao contrário de Santa e Náutico, que, por outro lado, também terão jogos na copa regional.
Já sobre a fase eliminatória, a entidade só divulgou a tabela básica, com o dia 11 de março para as quartas de final, 18 e 25 de março nas semifinais, sendo uma data para cada chave, e 1 e 8 de abril na decisão, aí sim em ida e volta.
1ª rodada
17/01 (20h00) – Afogados x Central (Vianão)
17/01 (20h00) – Pesqueira x Belo Jardim (Joaquim de Brito) – FPF/internet
17/01 (21h30) – Flamengo x Sport (Áureo Bradley) – Globo
18/01 (20h00) – Santa Cruz x Vitória (Arruda) – Premiere
19/01 (20h00) – Náutico x América (Arena PE) – Premiere
Folga: Salgueiro

2ª rodada
20/01 (18h30) – Sport x Afogados (Ilha do Retiro) – Premiere
21/01 (16h00) – América x Santa Cruz (Ademir Cunha) – Globo
21/01 (16h00) – Central x Náutico (Lacerdão) – FPF/internet
21/01 (16h00) – Vitória x Salgueiro (a definir)
21/01 (16h00) – Belo Jardim x Flamengo (Mendonção)
Folga: Pesqueira

3ª rodada
24/01 (20h00) – Pesqueira x Vitória (Joaquim de Brito)
24/01 (20h00) – Salgueiro x América (Cornélio de Barros)
24/01 (20h00) – Afogados x Belo Jardim (Vianão) – FPF/internet
24/01 (21h30) – Náutico x Sport (Arena PE) – Globo
25/01 (20h00) – Santa Cruz x Central (Arruda) – Premiere
Folga: Flamengo

4ª rodada
28/01 (16h00) – Vitória x Náutico (a definir) – Globo
28/01 (16h00) – América x Afogados (Ademir Cunha) – FPF/internet
28/01 (16h00) – Central x Flamengo (Lacerdão)
28/01 (16h00) – Sport x Pesqueira (Ilha do Retiro) – Premiere
28/01 (16h00) – Belo Jardim x Salgueiro (Mendonção)
Folga: Santa Cruz

5ª rodada
03/02 (20h00) – Pesqueira x Náutico (Joaquim de Brito) – Premiere
03/02 (20h00) – Salgueiro x Santa Cruz (Cornélio de Barros)
04/02 (16h00) – Vitória x América (a definir)
04/02 (16h00) – Central x Sport (Lacerdão) – Globo
04/02 (16h00) – Flamengo x Afogados (Áureo Bradley) – FPF/internet
Folga: Belo Jardim

6ª rodada
06/02 (20h00) – Náutico x Salgueiro (Arena PE) – Premiere
07/02 (20h00) – Belo Jardim x Vitória (Mendonção)
07/02 (20h00) – Flamengo x Pesqueira (Áureo Bradley)
07/02 (20h00) – América x Central (Ademir Cunha) – FPF/internet
07/02 (21h30) – Afogados x Santa Cruz (Vianão) – Globo
Folga: Sport

7ª rodada
17/02 (18h30) – Santa Cruz x Náutico (Arruda) – Premiere
18/02 (16h00) – Central x Belo Jardim (Lacerdão) – FPF/internet
18/02 (16h00) – Salgueiro x Flamengo (Cornélio de Barros)
18/02 (16h00) – Afogados x Pesqueira (Vianão)
18/02 (16h00) – Sport x América (Ilha do Retiro) – Globo
Folga: Vitória

8ª rodada
20/02 (20h00) – Náutico x Afogados (Arena PE) – Premiere
21/02 (20h00) – Vitória x Central (a definir)
21/02 (20h00) – Flamengo x Santa Cruz (Áureo Bradley) – FPF/internet
21/02 (20h00) – Pesqueira x Salgueiro (Joaquim de Brito)
21/02 (21h45) – Belo Jardim x Sport (Mendonção) – Globo
Folga: América

9ª rodada
24/02 (18h30) – Sport x Vitória (Ilha do Retiro) – Premiere
25/02 (16h00) – América x Belo Jardim (Ademir Cunha) – FPF/internet
25/02 (16h00) – Salgueiro x Afogados (Cornélio de Barros)
25/02 (16h00) – Santa Cruz x Pesqueira (Arruda) – Globo
26/02 (20h00) – Náutico x Flamengo (Arena PE) – Premiere
Folga: Central

10ª rodada
04/03 (16h00) – Afogados x Vitória (Vianão)
04/03 (16h00) – Flamengo x América (Áureo Bradley)
04/03 (16h00) – Pesqueira x Central (Joaquim de Brito) – FPF/internet
04/03 (16h00) – Salgueiro x Sport (Cornélio de Barros) – Globo
04/03 (16h00) – Santa Cruz x Belo Jardim (Arruda)
Folga: Náutico

11ª rodada
07/03 (20h00) – Vitória x Flamengo (a definir)
07/03 (20h00) – América x Pesqueira (Ademir Cunha) – FPF/internet
07/03 (20h00) – Central x Salgueiro (Lacerdão)
07/03 (20h00) – Belo Jardim x Náutico (Mendonção) – Premiere
07/03 (21h45) – Sport x Santa Cruz (Ilha do Retiro) – Globo
Folga: Afogados

Nº de jogos transmitidos na Globo (11)
7 – Sport
4 – Santa Cruz
2 – América e Náutico
1 – Afogados, Belo Jardim, Central, Flamengo, Pesqueira, Salgueiro e Vitória

Nº de jogos transmitidos no Premiere (12)
7 – Náutico
3 – Santa Cruz e Sport
2 – Afogados, Pesqueira e Vitória
1 – América, Belo Jardim, Central, Flamengo e Salgueiro

Nº de jogos transmitidos pela FPF/internet (11)
4 – América, Belo Jardim e Central
3 – Afogados e Pesqueira
2 – Flamengo
1 – Náutico e Santa Cruz

Total de jogos transmitidos via Globo + Premiere + FPF/internet (34)
10 – Náutico e Sport
8 – Santa Cruz
7 – América
6 – Afogados, Belo Jardim, Central e Pesqueira
4 – Flamengo
3 – Vitória
2 – Salgueiro

Fonte: blogs.diariodepernambuco.com.br

ARCOVERDE: 110 POLICIAIS VÃO FAZER A SEGURANÇA DO JOGO FLAMENGO E SPORT


         A segurança da partida de abertura do campeonato pernambucano da Série A em Arcoverde, entre Flamengo e Sport será garantida por pelo menos 100 policiais militares que atuarão dentro e fora do estádio municipal Áureo Bradley, nesta quarta-feira (17). A informação é da direção do rubro negro arcoverdense.
Além das forças públicas, a Diretoria do Flamengo vai contar ainda com 10 policiais à paisana e outros 10 seguranças particulares. Em cada entrada do estádio, que abre os portões a partir das 18h, ficarão quatro policiais militares e dois seguranças revistando todos os torcedores com detectores de metal.
Já a partir das 16:h da quarta-feira, a Arcotrans irá interditar o trecho da Avenida Capitão Arlindo Pacheco entre a Av. Severiano José Freire e a Rua Helena Porto (SESC). Também será interdita a tradicional Rua do Campo.
Entre as autorizações e proibições para os torcedores que vão conferir a estreia do Flamengo de Arcoverde estão a proibição de entrar com qualquer tipo de bebida, cooler ou isopor; os torcedores que adentrarem no estádio não poderão ficar entrando e saindo e quem adquiriu ingressos de estudante no dia do jogo terá que apresentar a carteirinha de estudante, caso contrário, não entrará no estádio.
Segundo a diretoria, as buzinas que alguns torcedores usam estão autorizadas durante a partida e haverá ambulantes em todas as partes das arquibancadas comercializando as bebidas em copos plásticos.
Os ingressos ainda podem ser adquiridos antecipadamente na Phamapele, em frente ao Verdes Arcos, pelo preço de R$ 50. No dia jogo o valor será de R$ 60. Segundo a direção do Flamengo já foram vendidos mais de dois mil ingressos. A capacidade do estádio é de três mil torcedores.
Flamengo e Sport abrem o Campeonato Pernambucano se enfrentando pela quarta vez em competição estadual no Estádio Municipal Áureo Bradley. A partida começa às 21h45.
Fonte: A Folha das Cidades

Arcoverde abre credenciamento da imprensa para o 12° Baile Municipal

Adicionar legenda
A Prefeitura de Arcoverde convoca os veículos de comunicação a se cadastrarem para o credenciamento do 12º Baile Municipal, que acontece no próximo dia 27 de fevereiro, no Esporte Clube.

Para estar apto a ter acesso ao evento, o veículo deve encaminhar o nome e identidade de até dois profissionais, que irão trabalhar durante a festividade, para o e-mail: prefeituradearcoverde@gmail.com . Lembrando, que os profissionais devem estar identificados com o crachá da empresa de comunicação com foto e munidos de qualquer documento com foto para averiguação.

A lista da imprensa credenciada estará na portaria e só poderá entrar no recinto quem estiver com o nome na relação até a 00h.

É preciso, que os dados sejam encaminhados para o e-mail indicado até o dia 22 de janeiro de 2018.

Fonte: arcoverde.pe.gov.br

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Almir Rouche e Super Oara são as atrações do 12º Baile Municipal de Arcoverde

Festa está marcada para o dia 27 de janeiro, a partir das 23h, no Esporte Clube de Arcoverde



Fonte: G1 Caruaru




Cantor Almir Rouche é uma das atrações do Baile Municipal de Arcoverde (Foto: Flávio Alves/Divulgação)



Almir Rouche e Super Oara são as atrações do 12º Baile Municipal de Arcoverde, no Sertão de Pernambuco. A festa está marcada para o dia 27 de janeiro, a partir das 23h, no Esporte Clube de Arcoverde.


Durante o evento pré-carnavalesco, haverá competição para escolher as melhores fantasias. As reservas de mesas e compras de senhas individuais já podem ser feitas pelo número (87) 3821-3502, de segunda a sexta-feira.


A renda do baile será revertida para ações beneficentes mantidas pela Secretaria de Assistência Social do município.

domingo, 7 de janeiro de 2018

Baile Municipal de Arcoverde será dia 27 de janeiro

12ª edição do evento será realizada no Esporte Clube. Informação foi divulgada nesta quinta-feira (4).

Fonte: G1 Caruaru

A 12 ª edição do Baile Municipal de Arcoverde, no Sertão de Pernambuco, será realizada no dia 27 de janeiro. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (4) pelo Comitê Gestor de Eventos do município. Os shows serão realizados no Esporte Clube Arcoverde, na Avenida João Alfredo, no Bairro Boa Vista.
A primeira atração confirmada é a banda Super Oara. A organização do evento informa que a renda será revertida para ações beneficentes mantidas pela Secretaria de Assistência Social do município. As reservas de mesas e senhas individuais já podem ser realizadas no Esporte Clube ou pelo telefone (87) 3821-3502.

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Quer fazer a diferença, ame !



Às vezes sinto um certo pesar ao ver o mundo cheio de conflitos entre pessoas, de violências verbais e físicas, de manifestações onde uns prejudicam os outros, de disputas intermináveis por poder, por quem está certo e quem está errado. Soma-se a isso as corrupções, guerras, refugiados e, pasmem, até hoje, em pleno 2017, milhões morrendo de fome na África.  Por mais tecnologia e informação que temos, mais desavenças e sofrimentos parecem surgir no mundo, que parece não melhorar. E nosso país parece ser uma grande vitrine desse mundo porque podemos exibir um pouco de cada uma dessas loucuras. A todo momento presenciamos ao nosso redor disputas entre classes econômicas, entre raças e entre sexos. E pior, fica cada vez mais evidente o conflito entre pessoas que, simplesmente, possuem opiniões divergentes. E então aderem à indignação. Ficam indignados com qualquer coisa que vá contra sua opinião, ficam indignados uns com os outros.
Como o pesar é uma emoção que nos leva a agir, diante disso tudo, fico eu aqui pensando o que posso fazer de prático e eficaz para, efetivamente, contribuir para que nosso mundo mude, melhore e saia dessa loucura.  Qual seria a minha parte. Uma coisa tenho certeza, não é participando da divergência. Não é entrando na disputa, e nem na onda de indignação. Porque assim só contribuiria para aumentar a loucura. 
Quando reflito profundamente, somente me vem à cabeça uma coisa. Aliás, sempre a mesma coisa. Uma coisa que Jesus Cristo,  Gandhi, Martin Luther King, Desmond Tuto, Dalai Lama, enfim, todos os líderes de “Verdade”, com “V” maiúsculo, tentaram mostrar para a humanidade com suas palavras e atitudes. Uma coisa chamada “AMOR”.
Amor certamente é a única coisa que pode nos salvar de nossa própria autodestruição. Não dá pra imaginar outra saída que não seja cada um de nós começando a colocar mais Amor neste mundo. E isso não significa querer que os outros ajam com Amor, e nem cobrar isso dos outros. Isso significa colocarmos mais Amor dentro de nós mesmos, porque no final das contas, só podemos mudar o que está ao nosso alcance, ou seja, a nossa própria atitude.
Dentro daquilo que minha experiência e entendimento permitem, penso que sim, existe algo que eu posso fazer para contribuir. Eu posso tentar deixar mais claro para as pessoas, o que aprendi como sendo o significado desse verdadeiro “AMOR”. Desse Amor que esses grandes líderes tanto defenderam ou demonstraram em suas vidas.  
Percebo que nesse nosso mundo conturbado, mentes iludidas distorcem totalmente este significado, e confundem Amor com algo romântico, utópico e até erótico.  E tenho certeza que enquanto existir esta confusão semântica, será muito difícil para as pessoas praticarem esse verdadeiro Amor.    
Por isso tentarei colocar de uma forma bem pragmática. De modo a,  quem sabe, simplificar a aplicação prática desse Amor em nossa vida. 
O que é Amor ?
Costumo definir esse verdadeiro Amor como um estado de  “Empatia Consciente”.  Calma ! Deixe-me explicar melhor porque esta definição é bem mais simples do que parece:
Amor é uma emoção composta por 2 partes: uma parte que é sentida, e outra parte que é manifestada sob a forma de atitudes ou ações. “Empatia” representa a primeira parte desta expressão, o “sentir Amor”.  Eu só posso sentir Amor por alguém quando tenho empatia com aquela pessoa, ou seja, quando consigo estabelecer uma conexão ou um vínculo muito forte com ela. Comumente chamamos isso de conseguir “colocar-me no lugar do outro”. Neste momento, literalmente, eu consigo sentir um pouco do que a outra pessoa sente, e compreender profundamente, o que a outra pessoa faz.  
Empatia é uma emoção natural do ser humano, e já foi observada também em outros animais como os grandes primatas, os golfinhos, os elefantes e até em cães. Ou seja, nós evoluímos geneticamente para sentir empatia, porque ela nos ajuda a viver melhor.
Surge então uma primeira grande dúvida. Se vejo uma pessoa em sofrimento ou em dor, e de alguma maneira sou próxima a esta pessoa ou gosto dela, então é fácil sentir empatia.  Mas quando vejo uma pessoa fazendo um ato que considero antiético, ou maldoso, ou mesmo contrário ao que eu acredito, e não sou próximo a esta pessoa, então não consigo sentir esta empatia. Porque quando me coloco no lugar dessa pessoa, a única coisa que me vem à mente é: “Eu nunca faria uma coisa dessas” ou “Se eu estivesse no lugar dessa pessoa eu faria diferente”. Com este pensamento criamos uma diferença, uma separação, uma desconexão, uma ausência de vínculos. E esta desconexão nos impossibilita de sentir empatia, e muito menos de vivenciar algum tipo de Amor.   
Sentir Amor por quem eu gosto parece ser fácil, mas será que é possível sentir Amor por aqueles que consideramos nossos inimigos, ou que simplesmente nos fazem mal, ou fazem coisas que não gostamos?  Aí reside o grande dilema…  Para pessoas que fazem ou dizem coisas que julgamos erradas, o mais provável é que nós despertemos emoções negativas como indignação e raiva, e também um desejo de combate, de punição, de vingança, de justiça. Despertamos um conjunto de emoções e desejos totalmente contrários àquele verdadeiro Amor.
E por que deveríamos procurar sentir esse verdadeiro Amor por pessoas que fazem coisas erradas ? Porque exatamente aí reside a grande oportunidade de mudança de nosso mundo! Se aqueles líderes que citei nos inspiram de alguma forma, então sim, definitivamente devemos procurar aprender com eles. Aprender a sentir este verdadeiro Amor por pessoas que fazem coisas que não gostamos ou não aprovamos.
Jesus Cristo falou para oferecermos a outra face e amarmos o próximo como a nós mesmos, Gandhi, Martin Luther King, Desmond Tuto e o Dalai Lama foram líderes que colocaram em prática estas palavras de Cristo. Por piores que foram as atrocidades que seus povos, e eles próprios, sofreram, em momento algum eles sentiram raiva ou ódio de seus opressores, e de forma alguma desejaram punição ou vingança para eles, mesmo quando tiveram poder para fazê-lo. Muito pelo contrário, eles demonstraram Amor para aqueles que lhe causaram mal. Todos eles possuíram, ou ainda possuem, a mesma convicção, a de que só o Amor seria a solução para os problemas deste mundo.  E deram exemplo disso, eles viveram esse Amor em suas vidas.
A grande pergunta então é, será que conseguimos sentir o Amor que estes líderes nos ensinam por aquelas pessoas que nos fazem mal ?..  Ora, claro que conseguimos!. Afinal esses líderes não eram alienígenas, eles eram seres humanos como nós, e não haveria sentido algum em seus ensinamentos se não fosse possível também aprendermos a fazer como eles, não é mesmo?
Mais amor em nossas vidas
Então vamos a uma dica prática e simples para colocarmos mais desse Amor em nossa vida. A dica é praticar mais a Empatia. E sabe como podemos fazer isso ? Eliminando de nossa mente aqueles pensamentos e frases que foram citados: “Eu nunca faria uma coisa dessas” e “Se eu estivesse no lugar dessa pessoa eu faria diferente” , porque ambos são pensamentos falsos. Tratam-se de grandes mentiras que contamos para nós mesmos.
Mas porque é uma mentira? Pelo seguinte: Empatia, ou seja, “Colocar-se no lugar do outro” não significa eu, com os valores que aprendi em minha vida, com as experiências que passei em minha vida e com os sentimentos que desenvolvi em minha vida, de repente me imaginar fazendo aquilo que a outra pessoa fez… Isso não tem menor cabimento !.. Trata-se de uma atitude extremamente confortável de minha parte, porque estou aqui sentado em minha cadeirinha, vivendo a vida que eu vivi, com o acesso a todo o aprendizado que eu tive, e dizendo que não faria o que outra pessoa fez… Ou seja, condenando a pessoa porque, segundo o meu julgamento, ela fez algo de errado… Isso é muito fácil e não significa, de forma alguma, colocar-se no lugar da outra pessoa. Significa sim, julgar a outra pessoa de forma totalmente superficial e injusta.  
Colocar-se verdadeiramente no lugar do outro significa pensar como se tivesse nascido, aprendido e experimentado tudo que aquela pessoa aprendeu e experimentou na vida dela, ou seja, significa pensar como se tivesse vivido toda a vida que aquela pessoa viveu. Aí sim, teríamos uma chance de estar sendo verdadeiros e justos em nosso julgamento. E será que conseguimos fazer isso?  Certamente que não. Por isso todo e qualquer julgamento que elaborarmos é superficial e injusto.   
Para estabelecer empatia, a pergunta lógica de se fazer na prática é: “Será que se eu tivesse vivido toda a vida daquela pessoa (ao invés de ter vivido a minha vida), eu não faria a mesma coisa que ela fez ?”… Ao refletirmos sobre esta pergunta, podemos eliminar o julgamento pela raiz, pois não seremos capazes de dizer não. Iremos perceber que sim, que nesse caso seria totalmente possível que eu fizesse exatamente a mesma coisa que ela fez, mesmo que tenha sido o pior dos crimes…
Com esta reflexão, ao invés de enxergarmos a pessoa como alguém totalmente diferente de nós (e portanto repugnante) passamos a enxergá-la como alguém muito parecido conosco. Na verdade como um ser humano igual a nós…  Um ser humano que viveu outra vida, em outro ambiente, com outras experiências. Que portanto não teve oportunidade de aprender o que nós já aprendemos, e que por isso sente o que sente, e age da forma que age… Com esta reflexão nós passamos a compreender a pessoa, e geramos assim uma conexão onde antes não existia.  Com isso, nós não conseguimos mais desenvolver uma emoção negativa contra aquela pessoa. Nós não conseguimos mais ter raiva e nem ficar indignados. Nós não conseguimos mais desejar a punição ou a vingança contra aquela pessoa… Muito pelo contrário. Nós conseguimos sentir empatia, nós conseguimos sentir aquele verdadeiro Amor.
E após conseguirmos vivenciar esse sentimento de Amor, podemos então dedicar-nos à segunda parte, ou seja, à manifestação desse Amor.
Ao gerarmos esta conexão com o outro, nós passamos a pensar, de coração, em algo que podemos fazer para ajudar esta pessoa. Passamos a pensar em atitudes ou ações conscientes cujo objetivo é somente o bem dela. Ajudá-la a despertar para algo que ainda não despertou. A perceber algo que ainda não percebeu. A sentir uma felicidade que ainda não sentiu.  Nós não conseguimos mais ter sentimentos ruins para com as pessoas, nós passamos a entendê-las e a querer, genuinamente, o bem delas.
“Empatia” vem de sentir Amor, e “Consciente” vem de manifestar este Amor. Ao colocarmos esta Empatia Consciente em nossa vida, ou seja, ao sentirmos e manifestarmos este verdadeiro Amor que nos conecta com as outras pessoas, estamos cortando todo o mal do mundo pela raiz… Estamos acabando com as diferenças que levam às divergências, que levam às emoções negativas, que levam aos conflitos, que levam à violência, que levam às guerras. Por isso penso que não existe contribuição maior que eu possa dar para o mundo, do que ajudar as pessoas a despertar um pouco mais para esse Amor. Do que lembrá-las dia após dia da seguinte pergunta: “Será que se eu tivesse vivido toda a vida daquela pessoa (ao invés de ter vivido a minha vida), eu não faria a mesma coisa que ela fez ?

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Viver e trabalhar com sentido



Você já pensou se sua vida hoje tem sentido? E o seu trabalho, ele faz sentido pra você? Já pensou em quanto tempo de sua vida hoje, está sendo tomado por este trabalho ? Se andou fazendo esses questionamentos é porque talvez alguma coisa em seu trabalho ou sua vida te incomodam, e se não parou pra pensar nisso ainda, talvez é porque nem tempo tenha tido pra isso.  Te convido então pra pensarmos juntos por alguns poucos minutos.  
Nós passamos quase 20 anos de nossa vida indo pra escolas e faculdades, ocupando mais da metade de nosso tempo com coisas que outras pessoas consideraram importantes pra nós, e que, para a maioria, não fazia muito sentido. Durante esse tempo, nos ensinaram, nos educaram e nos prepararam pra quê ? Para o mundo do trabalho.
E então nós entramos nesse mundo para fazer o quê nele ? Para vender o nosso tempo, 10 horas ou mais por dia durante praticamente toda nossa vida saudável. e porque nos permitimos vender algo tão precioso como nosso tempo ? porque também nos ensinaram que, muito mais importante do que nosso tempo, ou do que nossa vida, são os bens materiais e o reconhecimento social, que precisamos conquistar com a venda desse tempo.
A sociedade nos educa e nos prepara pra viver uma vida cujo o único propósito que parece existir, é o de morrermos com mais bens materiais do que nascemos. É triste reconhecer isso, mas o propósito que a sociedade nos dá para viver, está literalmente no caixão, que é o reconhecimento póstumo. Um dia sermos reconhecidos e lembrados pelo quanto sacrificamos nosso tempo ou nossa vida, para conquistar os bens materiais que estamos deixando para nossos descendentes disputarem!
Essa vida faz sentido para um ser humano? Eu nunca encontrei esse sentido. Percebi que pessoas aceitam essa vida porque não sabem ou não acreditam que existe outra forma de viver. Pessoas tem até medo de questionar essa forma de viver, simplesmente porque não saberiam viver de outra maneira… Então se conformam, e até se gabam de viver esta vida de sacrifício. Só que, gostando ou não, o sacrifício da vida cobra seu preço de todos nós. Doenças crônicas, remédios e hospitais, acabam batendo bem cedo na maioria de nossas portas para lembrarmos que esquecemos de viver.
Será que já não é hora de simplesmente pararmos de aceitar essa vida que a sociedade nos impõe? Será que não é hora de pensarmos em uma vida, ou em um trabalho, que faça mais sentido pra nós? Será que não está na hora de você pensar em uma vida que faça sentido pra você, e não para os outros?
Vou te ajudar a pensar um pouco sobre essa vida, a imaginar essa vida.
Primeiro, pense em uma atividade que você adora fazer… Uma atividade que talvez você hoje chama de hobby. Caso não tenha um hobby, tente lembrar de uma atividade que você adorava fazer na sua infância ou adolescência, ou em uma atividade que você sonha em um dia aprender só por aprender: Coisas como música, gastronomia, jardinagem, marcenaria, cervejaria, pintura, cuidar de crianças, de idosos, decoração, ajudar pessoas.. enfim, qualquer atividade que você considere apaixonante, que toca seu coração, que você faria de graça, ou até pagaria pra fazer ou pra aprender a fazer. Uma atividade que faz todo sentido pra você. Existe uma atividade assim não existe ?.
Muito bem, agora imagine você dedicando-se no máximo dois dias por semana para esta atividade. E imagine que você está fazendo tão bem, com tanta qualidade, que as outras pessoas se encantam com esse seu trabalho. E até pagam por ele !!
Agora imagine que o dinheiro que elas pagam pelo resultado desses dois dias do seu trabalho, seja suficiente pra você viver. Suficiente pra você pagar tudo que você precisa.
Pense agora nos outros 5 dias que te sobram. Vamos imaginar que você poderia dedicar esses 5 dias integralmente para coisas que te deixam mais feliz. Por exemplo, educar e brincar com seus filhos, passar tempo com as pessoas que ama, aprender coisas importantes sobre si mesmo, sobre sua vida, e sobre seus relacionamentos, fazer e aprender mais atividades que você também pode gostar como fotografia, prática de esportes, conversas com pessoas que te inspiram, contato com a natureza, preparo de alimentos saudáveis, atividades voluntárias para ajudar outras pessoas, viagens, enfim: pense que você tem 5 dias da semana pra dedicar-se somente para as coisas e atividades que fazem total sentido para você.. Imaginou ?
Se você conseguiu imaginar a sua semana com esses 7 dias, você se ver realizando um trabalho e vivendo uma vida que faz sentido pra você !… É disso que estamos falando.
Meu nome é Renan Carvalho, sou educador e pensador, casado e pai de quatro filhos, e em minha casa, nós escolhemos viver esta vida. Eu já fui executivo de multinacional, empresário e consultor empresarial,  já vivi toda essa loucura que sociedade espera que a gente viva. E já sofri muito as consequências disso… Mas consegui acordar e, aos poucos ir migrando minha vida, migrando todo meu tempo útil para atividades e pessoas que fazem sentido pra mim. E também conheci muitas outras pessoas que fizeram o mesmo. E o mais incrível foi perceber que, pra dar esse passo, não foi preciso ter dinheiro, nem reservas, aliás dinheiro é coisa que eu nunca tive. Foi preciso ter conhecimento e coragem para experimentar.
Sou um grande curioso e busquei aprender muito com essas minhas experiências. Então já a mais de 10 anos venho ajudando pessoas e empresas a também conseguirem dar esse passo, se libertarem dessa prisão social que vivemos, despertarem e começarem a colocar em prática uma vida que faça sentido.
Se esta vida também te interessa então quero te convidar pra continuar batendo papo comigo, para inscrever-se em nosso workshop Viva e Trabalhe com Sentido…, online e gratuito. Nele, eu vou compartilhar com vocês conhecimentos importantes, de como podemos fazer para dar esse passo primeiramente em nossa vida e em nosso trabalho, e depois, caso você seja empreendedor, a dar este passo também em sua empresa.

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Aprender a servir



Servir é uma atitude que engrandece o ser humano. Através do Servir, me sinto gente. O Servir preenche a alma, aquece o coração, dá sentido à vida.
Contudo, é preciso saber servir. Ou, aprender à servir. É preciso perceber quando, como e onde o meu servir pode fazer a diferença. Muitas vezes, o servir é apenas ouvir, apenas estar a disposição. A forma mais comum de servir é trabalhar, colaborar, fazer algo para alguém que necessite do que eu posso oferecer.
Em certas ocasiões, preciso compreender e aceitar que o meu servir, naquele momento, não faz a menor diferença. É como um copo d’água ao lado da fonte. Que serventia tem? Já no deserto, um copo d’água pode servir para salvar uma vida. 
A questão é: o copo d’água muda de valor conforme a ocasião? Penso que não. Um copo d’água é um copo d’água. O valor é o mesmo. O que muda é o quanto ele serve ou não, dependendo do momento ou ocasião.
Essa distorção acontece muito nos nossos relacionamentos. As vezes me sinto mal, quando o meu servir em determinada ocasião, não é solicitado ou já não faz mais diferença. Falo aqui de todo o tipo de servir. Desde ser contratado por uma empresa até a serventia dos produtos que eu fabrico. A sensação que dá quando meus serviços são dispensados é que não tenho mais valor.
Preciso entender que, em certas ocasiões, meu servir não faz mesmo tanta diferença. Não ajuda. Não contribui. Isso é mais que normal. Nem por isso perco o meu valor. É o meu servir que perdeu a importância ou serventia para aquele momento ou ocasião. Não eu. E tudo bem. Talvez seja hora de buscar outras formas de servir. 
Vejo pessoas ficarem extremamente desiludidas quando isso acontece. Isso fica muito claro, por exemplo, nas dispensas feitas nas empresas. Por mais que a pessoa entenda que seus serviços já não são mais necessários, ainda assim, quando dispensados, fica deprimida, sente se rejeitada, desvalorizada.
Esse engano é crítico. É uma crença equivocada que pode gerar muita dor e ressentimentos. Perceber isso e sair da postura de vítima é uma libertação.
Por isso, é crucial compreender que o valor da pessoa não se mede pelos serviços que presta ou pelos produtos que faz. Todo ser humano tem valor inestimável.
Mas aquele que aceita quando o seu servir já não é mais necessário, e busca servir com sabedoria, onde o seu servir pode fazer a diferença, aprende a servir com maestria. 

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Arcoverde e Cia deseja um Feliz Ano Novo!



As esperanças se renovam, o espírito se agiganta, entre as celebrações, as promessas, muitas que não serão cumpridas, mas a atmosfera destas próximas horas nos faz acreditar.
Neste primeiro post de 2018, gostaria de agradecer a cada um de vocês que fazem parte desta comunidade. Somos muitos! Uns lêem todo dia, outros de vez em quando. Uns criticam, outros comentam, tem até os que xingam, tudo isso faz parte.

Falar de nossa região e do estilo de vida que tanto gosto me dá prazer, satisfação e alegria. Sou uma pessoa realizada, vivo do que eu gosto de fazer. Estou ao redor das pessoas que também vibram com isso.

Temos nossas divergências, temos nossas opiniões diversas, mas somos todos partes desta comunidade. O Blog do Arcoverde e Cia é apenas uma forma de poder levar a todos vocês a informação, a crítica, o elogio, o espírito que nos une através da notícia.

Saibam que sou honrado pela leitura de todos vocês e que prometo um 2018 ainda mais carregado de muitas notícias boas. 



 Um beijo no coração e um super ano novo a todos vocês.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...